Serviços de Residência

 

Hospital Evangélico

Foi a primeira Residência Médica em Cirurgia Plástica do Paraná. Sua aula inaugural foi realizada no dia 8 de março, tendo como convidado o notório cirurgião Cláudio Rebelo. O Dr. José Cardoso de Azevedo era o responsável pela equipe, composta ainda pelos seguintes especialistas: Sérgio Luiz Lopes (cirurgião bucomaxilofacial); Luiz Henrique Calomeno (cirurgia de mão); Manoel Alberto Prestes (preceptor da Residência); José Luiz Takaki (microcirurgia). Reportagem veiculada por ocasião do surgimento do Serviço ressaltava que ele surgia para “preencher uma lacuna”. Estiveram presentes ao ato inaugural, entre outros, os professores Arnaldo Miró, Rogério Bittencourt, Rogério Scheibe e João Carlos Simões, na condição de presidente do Conselho de Residência Médica do Evangélico. Apesar o serviço fosse mais conhecido pelos seus atendimentos prestados em Queimados, tornou-se referência em outras áreas da cirurgia plástica reparadora e estética.

UFPR

Serviço fundado em 1977, porém anteriormente funcionava em conjunto com a disciplina de Dermatologia, cujo catedrático era o professor Ruy Noronha de Miranda. Com a realização do primeiro concurso para contratação de professores assistentes, o Professor Alcyone Roth (já livre docente), tornou-se o responsável pela chefia do novo Serviço. O Dr. Gilvani Azor de Oliveira e Cruz (mestre em Cirurgia), como adjunto e primeiro assistente. Alguns anos mais tarde passaram a integrar o grupo os seguintes cirurgiões: Ilian Roth e Eros Rodrigues e, mais tarde, em 1988, os especialistas Júlio Roth, Egas Izique Júnior, Carlos Eduardo Busch Pires e Ovídio Lacerda Ferreira. Em 1993 o professor Alcyone foi aposentado compulsioriamente, assumindo em seu lugar o professor Gilani. Em 1997 o Dr. Marcos Grillo passou a colaborar com o Serviço, permanecendo como voluntário até 2003.
Em 1998, com concurso para professor assistente, foi aprovado o Dr. Renato da Silva Freitas. Neste mesmo período foi criado o Curso de Especialização em Cirurgia Plástica. Sua primeira turma começou a atuar em 1999. Também em 1998 o Hospital do Trabalhador integrou ao serviço os médicos Leovanil Stange Filho, Fernando Tenius, Cedrick Bohemer e José Paulo Tapié Barbosa, que passaram a participar de atividades ambulatoriais, cirúrgicas e reuniões científicas. Entre 2002 e 2004 a Dra. Ruth Graf tornou-se professora substituta do Serviço, levando para a instituição a sua experiência no aspecto clínico e cirúrgico.

PUC-PR

Hospital Cajuru – Em 1996 os professores Rogério Bittencourt, Dayson Nicolau dos Santos, Gilvani Azor e Cruz e Laureano Nieto Caballero deram início aos primeiros passos d serviço de Residência Médica da instituição. Porém, ele foi inaugurado oficialmente em 1997, tendo por objetivos difundir os conhecimentos da especialidade. Além dos médicos pioneiros do serviço, cirurgiões como os Drs. Arnaldo Miró, Júlio Wilson Fernandes, Eros Rodrigues, Filipo Caimbria e Alfredo da Silva foram nomes importantes desse primeiro momento.
Em 1998 o Serviço teve o reconhecimento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica como apto a ensinar a especialidade e, no ano de 2001, o Ministério da Educação reconheceu que a Residência Médica do Cajuru poderia formar dois resisdentes em um período de três anos. Com o surgimento da Aliança Saúde, a Residência do Cajuru expandiu suas atividades, com a sua equipe atuando em outros centros médicos pertencentes à nova corporação. Os primeiros médicos residentes do Serviço, a partir de 1991, foram os Drs. Alan Jeziorowski e Márcia Campelli Forte. Em 2000 ingressaram os cirurgiões Luciano Busato e Luciana Gondek; e,em 2001, os Drs. Humberto Ramon Blanco e Daniele Pace.